LICENCIATURA EM ENGENHARIA DE MÁQUINAS MARÍTIMAS

INTRODUÇÃO

O Departamento de Máquinas Marítimas é a unidade orgânica responsável pela gestão do curso de Engenharia de Máquinas Marítimas.

A Licenciatura em Engenharia de Máquinas Marítimas, destina-se a formar Oficiais de Máquinas Marítimas para a marinha mercante nacional e internacional, de acordo com os padrões de formação estabelecidos pela Convenção STCW – International Convention on Standards of Training, Certification and Watchkeeping for Seafarers da Organização Marítima Internacional (IMO).

O curso de Licenciatura em Engenharia de Máquinas Marítimas tem a duração de 6 semestres.

MISSÃO

  • Formar quadros superiores com conhecimentos científicos reconhecidos nas áreas de transportes marítimos, portos, plataformas marítimas e indústria em geral.
  • Formar profissionais com qualificações técnicas e científicas em tecnologias marítimas, segundo a convenção STCW e emendas, possibilitando a certificação de oficiais de Máquinas Marítimas.

VISÃO

  • Dar resposta às necessidades que resultam da importância crescente do sector marítimo e tornar a ESCN numa referência ao nível nacional, regional e internacional na formação e treinamento de marítimos.

PRINCÍPIOS

  • Gestão participativa e inclusiva;
  • Igualdade de direitos;
  • Respeito pela diferença de opinião;
  • Equidade;
  • Respeito pela orientação religiosa, política, racial e outras;
  • Liberdade de expressão.

VALORES  

  • Ética – conduta necessária para a gestão do património público educacional e que implica respeito pelos direitos dos outros, lisura no trato dos recursos/bens, na transparência dos actos administrativos e académicos;
  • Democracia – como o melhor caminho para uma instituição em que a opinião é quase sempre produto da reflexão pela representação de seus pares;
  • Pluralismo – aceitação de pontos de vista e de modos diferentes de abordar o real, a convivência entre contrários, a polémica e o diálogo como exercício da crítica;
  • Autonomia – consolidação do carácter comunitário preservando a necessária autonomia no exercício de sua Missão;
  • Solidariedade – concepção de educação com especial responsabilidade na construção de um homem mais solidário e um mundo mais humano, intrínsecos a vida dos marítimos, compreendendo o Homem como primeira finalidade das estruturas económicas, sociais, políticas e jurídicas;

Comprometimento – compromissos com a comunidade em que está inserida, por meio de acções educacionais, desenvolvendo com os seus estudantes o desempenho crítico e eficaz da cidadania, formando cidadãos responsáveis, capazes de exercer a liderança de grupos sociais dos quais participem, priorizando soluções éticas, criativas e democráticas por forma a superar os problemas com os quais venham a se defrontar.

SAÍDASPROFISSIONAIS:

  • Engenheiro de máquinas da marinha mercante
  • Estaleiros de construção e reparação naval
  • Gestão técnica de navios
  • Administrações marítimas e portuárias
  • Sociedades classificadoras, inspeção de navios e peritagens
  • Produção e distribuição de energia
  • Refrigeração e climatização
  • Eletromecânica, automação e controlo industrial
  • Indústria química e petrolífera
  • Construção civil e obras públicas
  • Indústria automóvel
  • Energias renováveis

Click no link abaixo para visualizar:

Plano Curricular Máquinas Marítimas

TABELA DE PRECEDENCIAS